✨✨✨ Gente, bem vindos! ✨✨✨

Queria começar meu primeiro post falando com vocês um pouquinho sobre o pole e seus estilos.

Particularmente, quando eu comecei as aulas de pole, não sabia bem o que estaria por vir…

Meu primeiro contato com o pole aconteceu quando eu era professora do curso de Direito. Nessa época, eu tinha uma aluna que postava fotos de pole nas redes sociais. Eu via as fotos dela e ficava impressionada 😱. Mas não sabia como ela fazia para aprender aqueles movimentos incríveis!

Um dia, fiquei tão estonteada com um movimento de Split que perguntei como ela fazia para aprender aquilo. E foi aí que soube da existência das aulas de pole dance e descobri que existiam alguns estúdios que ensinavam a modalidade na Baixada Santista. Porque pole dance ainda é assim né, um gueto, você só sabe que existe quando conhece alguém que faz (vamos mudar isso, meninas!).

Pois bem, quando comecei as aulas, fui apresentada ao estilo denominado Pole Acrobático, modalidade considerada como basilar para o aprendizado do pole dance, pois, através dela, aprendemos a realizar as desejadas figuras na barra.

Exemplificando, seguem fotos da Olivia Orthof e da Sarah Scott:

O pole acrobático por vezes é denominado de “pole fitness”, pois corresponde a uma atividade física diferentona que traz inúmeros benefícios à saúde, como emagrecimento, ganho de flexibilidade e aumento da massa muscular 👊

Com o passar do tempo, naturalmente fui pesquisando T-U-D-O sobre pole (quem nunca rs) e descobri todo um universo relacionado ao pole dance, que vai muito além de uma atividade para quem busca boa forma física e figuras bonitas 😍

Como o próprio nome diz, pole dance envolve também as danças que se desenvolvem em contato com o pole, as quais são aprendidas nas chamadas aulas de Pole Coreográfico.

Em se tratando de danças, o pole dance pode ser dividido em muitos estilos! Para conhecer alguns deles, vale conferir os artistas e os vídeos a seguir 😉

❤️ Pole Classique: modalidade clássica de pole dance, caracterizada por movimentos limpos e graciosos, que são fluidos e sensuais.

Vejam a apresentação do Renato Siqueira aqui e da Maddie Sparkle nesse link.

💛 Exotic hard: estilo com movimentos bastante técnicos, realizados em médio e baixo plano, que exigem bastante força. Traz consigo uma roupagem mais agressiva, que surpreende o público pela forma como movimentos com elevada dificuldade técnica são realizados aparentemente sem esforço algum.

Vejam o vídeo da da Ligia Conconi aqui e da Olga Koda nesse link.

💚 Pole Art: destaca o lado artístico da performance, desenvolvendo uma história ou um conceito na coreografia. É bastante teatral e incorpora elementos de outras danças. Vejam como exemplo esse vídeo da Verena Vaz clicando aqui e da Michelle Shimmy aqui.

 💙 Pole Sport: enaltece o lado mais acrobático da modalidade, sendo que a dificuldade das acrobacias pontua em competições, tal como acontece na ginástica artística.

Vide Alessandra Rancan nesse link e Slava Ruza por aqui.

Deu pra perceber que, para além das aulas, existe um mundo lindo do pole a ser explorado, cheio de atletas e artistas incríveis que se apresentam em incontáveis campeonatos de pole dance e festivais!

Isso sem falar nos eventos envolvendo Pole Street e Pole Beach, assunto que fica pra outro post!

Nas fotos: Livia Sales, Drea Costa e Jair Rodrigues

3 comentários em “Estilos do pole

  1. Oi Danni, primeiramente parabéns pelo projeto do blog com a Loh, está realmente lindo, com dicas ótimas pra destacar a nossa arte com carinho para todos. Obrigada por me citar dentre esses artistas maravilhosos e estou muito feliz por fazer parte dessa sua caminhada de descobertas.

Deixe uma resposta