Qualquer praticante de pole sabe a importância do flex e mais dia menos dia a gente fica obcecada com splits e movimentos que exigem uma perna ou coluna bem alongada né?

Pois bem, eu to nessa luta dolorida pelo tão sonhado flex. Eu já havia praticado outros esportes antes do pole como ballet, jazz, dança do ventre etc e mesmo muitos anos atrás quando meu corpo sem dúvida era mais flexivel eu nunca consegui zerar o espacate. É uma dor infernal e meu corpo evolui muito pouco porque eu tenho encurtamento nos joelhos.

Fazem 2 anos que eu to treinando muuuuitooo flex pra poder fazer meu aniversário com o tema espacate *risos* ano passado era a meta abrir até o meu niver mas quando chegou em março tava lá o espacate que não saia e a festa foi do espacate das minhas amigas *risos e lágrimas*.

O fato é que março ta aí e eu não desisti de fazer minha festa do espacate embora eu não esteja lá muito esperançosa né. Nesses 2 anos eu venho passando uma verdadeira montanha russa de motivação e vontade de desistir e virar sereia, porque acaba sendo inevitável mesmo que a gente saiba que é errado, comparar a minha evolução a das outras meninas! É frustrante, eu já chorei muito por achar que não evoluo mesmo me esforçando muito mas segue o baile né? Eu que não vou desistir depois de todo o sofrimento e de saber que é isso que eu quero pra vida.

Eu vou contando aqui pra vocês a minha evolução pra chegar nas fotos de espacate até na padaria! E vocês rezem muito pra nossa senhora do flex pra minha perna abrir!

3 comentários em “Minha luta pelo flex

Deixe uma resposta