A dança sempre foi a grande paixão da minha vida, eu lembro como se fosse ontem eu pequenininha dizendo pra minha mãe que eu não nasci pra ser uma pessoa comum, que eu nasci pra ser artista que dança no palco (uma auto estima dessas, bicho!).

O fato é que eu só pude correr atrás desse sonho aos 15 anos, quando tive oportunidade de fazer dança do ventre. Foram 10 anos da minha vida em que dancei em muitos palcos, festas e eventos e também comecei a dar aulas anos depois.

Depois tive uma experiência curta, de apenas 2 anos fazendo jazz e ballet. E então a vida ficou uma loucura e fiquei sem dançar até 2016, quando iniciei no pole dance. Hoje eu dedico minha vida ao pole e tenho vontade de voltar a estudar outras danças pra agregar nessa modalidade que eu amo tanto!

A dança mexe com a minha alma, me emociona a ponto de chorar grande parte das vezes! Não apenas pela minha história e pela minha luta pra poder dançar e realizar o sonho de viver dessa arte, mas ver o quanto quem dança usa o corpo pra contar uma história, o quanto se transforma, se doa pra emocionar seu publico. Dançarinos são eternos sonhadores, que usam o corpo pra enxugar as lágrimas do mundo, ou pra fazê-las brotar de emoção!

Feliz dia da dança pra quem se emociona, pra quem se dedica, pra quem acha que nunca está bom, pra quem não vai porque tem ensaio, pra quem dorme feliz cheio de dor e exaustão. Feliz dia pra quem deixa o corpo amar e dizer cada palavra que está escrita no coração. <3

Deixe uma resposta