Como muitos já sabem, este site surgiu da amizade de quatro mulheres da Baixada Santista unidas pela paixão pelo pole dance e que desejavam dedicar mais tempo a essa atividade e promover o pole na nossa região.

Quando nos reunimos para formalizar a página e discutir seu conteúdo, grande tempo foi dedicado para discutir o nome que daríamos ao Blog. Fizemos uma longa lista com diversas opções de nome, mas nenhum deles num primeiro momento agradou totalmente. Continuamos pensando e combinamos que só definiríamos o nome quando tivéssemos certeza de que seria uma boa escolha, que representasse bem a mensagem que queríamos transmitir.

Passamos então a discutir nossos valores, e rapidamente surgiram as palavras: “inclusão”, “Sororidade”, “liberdade” e “empoderamento”. Decidimos com isso procurar um nome que trouxesse essa ideia de pertencimento e, ao mesmo tempo, fosse algo que desse orgulho de falar e que também servisse como um convite para outras pessoas conhecerem e se encantarem com o pole.

Com esse conceito definido, estabelecemos o último critério, que foi escolher um nome em português, para valorizar a nossa língua e os nossos praticantes.

Um belo dia, a Lorraine mandou em um grupo de whatsapp: e se fosse “Sou do Pole”? Foi amor imediato. Todas nos encantamos com a ideia e ficamos apaixonadas pela simplicidade desse nome e, ao mesmo tempo, pela grande dimensão do seu conteúdo, pois ele representa tudo aquilo que sonhávamos: Sou do Pole é uma frase assertiva que desejamos bradar por aí, pois sentimos orgulho do esporte/arte que praticamos e desejamos gritar pro mundo todo como o pole é uma atividade linda e apaixonante. Queremos gritar de tanto orgulho, gritar pra atrair novos praticantes e gritar pra defender nossas liberdades e fazer calar tantas pessoas que ainda hoje são preconceituosas e querem julgar mulheres e decidir por elas o que elas podem ou não podem fazer. Sim, ainda há muito preconceito com relação a quem pratica pole dance.

Definido esse nomezinho lindo, criamos o site e, seis meses depois, ele nos deu asas para montarmos nosso não programado mas completamente desejado estúdio de pole dance – o Sou do Pole Estúdio.

Realmente, nessa nova fase, não bastava pra nós só falar sobre pole, queríamos viver o pole na prática e sermos agentes transformadoras diretas da vida de tantas pessoas que procuram o pole dance.

Queríamos um estúdio diferente, verdadeiramente inclusivo e acolhedor, destinado e dedicado a toda e qualquer pessoa, com todo e qualquer corpo, de qualquer sexo, origem ou idade, pra valorizar todos esses indivíduos, sem dar preferência a nenhum perfil, respeitando limites individualmente, com valores de inclusão e de acolhimento em qualquer contexto, de modo a viabilizar para qualquer pessoa trabalhar suas potencialidades e perseguir seus objetivos, sejam eles de lazer, artísticos ou esportivos.

E para que esses objetivos todos saíssem do papel, pensamos quais projetos poderíamos implementar no nosso espaço, visando a torna-lo efetivamente inclusivo e acolhedor. Assim surgiu o nosso projeto social.

Nós, do estúdio Sou do Pole, acreditamos que o pole dance tem o poder de ressignificar nosso modo de nos relacionarmos com o nosso corpo e com isso ressignificar o papel do indivíduo na sociedade.

Acreditamos, assim, que o pole dance é uma atividade com grandioso potencial transformador e que, por isso, deve ser destinado a todas as pessoas, sem nenhum tipo de restrição, ou seja, pole dance é para todos: independente de gênero, idade, tipo físico ou renda; razão pela qual se mostra importante para nós, garantir o acesso às aulas por pessoas que não teriam condições financeiras de conhecer e praticar essa atividade.

Sendo assim, decidimos em conjunto que o nosso estúdio destinará duas turmas para praticantes de pole dance de baixa renda. O projeto segue em funcionamento desde 28/05/2019 com alunxs indicados por profissional de  serviço social, importante ressaltar que não trabalhamos com demanda espontânea para demanda social, ou seja, é feita uma triagem e recebemos as indicações. Os alunos ficarão conosco 03 meses fazendo aulas de pole dance 1x por semana, e caso tenham interesse/condições financeiras em continuar a prática, oferecemos uma bolsa de 50%.  Definimos esse prazo de 03 meses para que tenha rotatividade de alunos e mais pessoas possam ter o contato com o pole dance!

Atualmente, contamos com 05 alunxs que já estão fazendo as aulas, e gostaríamos de compartilhar o depoimento deles sobre a experiência:

A aluna Naomi já publicou um texto sobre a experiência dela e já repostamos aqui, mas você pode ver o texto dela nesse link (https://medium.com/@naominaomichi/sou-do-pole-d935c674199d). Mas pedimos pra ela falar novamente sobre:

“Como pessoa transexual, durante toda a minha vida eu aprendi a rejeitar meu corpo. Ouvi tanto das pessoas próximas como família quanto das pessoas mais importantes como políticos e apresentadores e programa de televisão que meu corpo não merecia ser respeitado, não merecia existir e não merecia ser considerado belo.

 

Quem cresce com esse tipo de fala dificilmente vai cultivar uma auto estima inabalável, e é esse o meu caso.

 

Depois que eu comecei a praticar Pole Dance no estúdio Sou Do Pole, todos os pedaços quebrados dentro de mim começaram a se juntar e se formar um lindo movimento ao redor da barra. Ver a mim mesma dançando, girando, sorrindo e simplesmente me soltando fez um bem indescritível à minha auto-estima. Por vezes, ainda me sinto insegura quanto ao meu próprio corpo, mas quando eu tô segurando à barra, eu esqueço tudo.

 

Por fim, voltar da aula e ver minhas fotos e assistir meus vídeos dançando é um exercício de culto ao próprio corpo: Meu corpo é bonito, sempre foi, e o Pole Dance me ajudou a entender como.

 

Hoje, sou muito mais satisfeita com meu corpo; com minha forma, graças ao Pole Dance.”

Naomi, 25 anos. 01 mês de aulas.

IMG_20190617_224529_673

Também temos depoimentos dos demais alunos:

“Nunca pensei que gostaria tanto de Pole dance. Estava realmente precisando voltar a fazer atividades físicas e o projeto social do estúdio Sou do Pole me proporcionou essa experiência maravilhosa juntamente com essa equipe também maravilhosa. Um ótimo refúgio dos problemas e para se amar mais e melhorar a saúde do corpo e mente.”

Sérgio, 30 anos. Pouco menos de 01 mês de aulas.

IMG-20190614-WA0024

“Estou amando a atividade. Pra mim tem sido fantástico, bom é que o pole dance já é uma atividade que eu já tinha o interesse em fazer há alguns anos atrás. Abriu uma porta, uma possibilidade de fazer uma coisa que há muito tempo atrás eu queria fazer e não teria como fazer se não fosse a questão do social, da abertura que vocês fizeram pra gente. E não é só uma questão de uma oportunidade por querer fazer pole dance, pra mim é maravilhoso por questão da saúde, dos meus manguitos serem enfraquecidos devido a uma acidente, prescrição médica pra eu fortalecer essa área. Melhorou até questões neurológicas. Pois esse acidente foi em 2011 e eu nunca tive oportunidade de fazer, por questões financeiras. Essa oportunidade tem sido boa em todos os aspectos, minha força melhorou, minha musculatura, quando eu não tenho aula meu corpo sente falta. O pole dance é bom porque trabalha a força, a flexibilidade, o equilíbrio. Eu acho que o trabalho social é muito importante, pois tem pessoas que não praticam exercício físico por não ter condições e é uma necessidade mesmo praticar. Esse trabalho abre portas pras pessoas conhecerem. E pra muitas mulheres, até pra mim, melhora a auto estima. Pra mim está sendo ótimo! Melhorou até minha endometriose, a gente faz bastante exercício com o abdômen!” Silmara, 01 mês de aulas, fofíssima ela ainda finalizou dizendo “Acho que você queria saber só a parte social, mas eu falo pra caramba!” (sic).

IMG_20190607_190039_619

“Eu gosto. Acho bom né, porque quando a gente faz, para de pensar em coisas ruins.” Creuza, 01 mês de aulas.

IMG-20190619-WA0005

Ficamos muito felizes em saber que a experiência fez a diferença na vida dessas pessoas e estamos ansiosas em dar continuidade ao projeto. No momento, as alunxs tem que arcar com os gastos de condução até o estúdio, mas gostaríamos de futuramente incluir esses gastos no orçamento do projeto, pois sabemos que o transporte ainda é um gasto alto, principalmente pra quem tem baixa renda.

Caso alguém queira saber mais sobre nosso projeto, queira auxiliar de alguma maneira ou fazer parcerias, pode entrar em contato conosco aqui pelo blog mesmo, por e-mail soudopole@gmail.com ou até pelo whatsapp do estúdio que é 13-978074789.

Se você tem um projeto parecido na sua cidade, conta pra gente! Podemos falar sobre a atividade aqui no blog!

 

Obs.: Texto construído em conjunto pelas autoras Danielle e Lorraine com depoimentos dos alunos autorizados por eles.

Quem quiser ler o projeto na íntegra, segue documento em PDF. PROJETO SOCIAL – sou do pole – pole para todos

Um comentário em “Projeto Social

Deixe uma resposta