O dia das mulheres (08 de março) existe porque em 1857 centenas de operárias que reivindicavam a redução da jornada de trabalho e o direito à licença maternidade foram mortas queimadas por policiais em uma fábrica textil nos Estados Unidos.

A luta pela qual essas mulheres deram a vida, dá frutos até hoje. E não acabou.

Por conta disso, quando uma mulher diz que “não se deseja feliz dia da mulher”, é porque esse dia é um dia de luto. Um dia sobre a morte de centenas de mulheres, sobre a morte de outras milhares que veio ocorrendo desde então e sobre a morte que cada mulher viva teme encontrar simplesmente pelo fato de o ser mulher.

O feliz dia, para a mulher, é quando ela pode ser livre, e isso geralmente acontece ao lado de outra. O super poder de toda mulher é fazer com que outra mulher não se sinta sozinha.

Na prática do Pole Dance, o desejo de toda mulher é que a outra, ao dançar, não sinta a força da pressão que a sociedade impõe a ela. Que ela se sinta livre e linda. Que ela se sinta arte.

Nesse março, e nesse ano, e nessa vida, o desejo da equipe Sou do Pole é que todas as mulheres, sem exceção, não apenas 88% delas, mas todas possam se sentir como uma valiosa obra de arte. Pois o são.

Deixe uma resposta