A quarentena foi um soco no estômago pra muita gente e vai trazer muitos problemas por muito tempo, afetando a vida, a rotina, a saúde (física e mental), as relações, as prioridades de muitas pessoas no planeta.

Nós somos um estúdio ainda pequeno, graças a Deus não temos altos gastos com aluguel ou outras contas e todas as sócias possuem outros empregos, de modo que a suspensão das aulas para nós (enquanto estúdio) não foi um “baque” tão grande como poderia ser.

De toda forma, é muito difícil lidar com essa situação: ver a salinha fechada, sem aulas, sem alunas, sem vida. Pensar que todo o investimento de tempo, de trabalho, todo o carinho e cuidado que sempre tivemos com o estúdio encontram-se em stand by, sem previsão de retorno à normalidade. Sentimos falta dos treinos, das aulas, das pole friends e daquela salinha aconchegante tanto quanto as alunas. E a incerteza do amanhã nos angustia muito.

IMG_20190509_182506

Nós entendemos que, da mesma forma que a situação é difícil pra gente, também é tão difícil ou mais difícil pra todo mundo que está a nossa volta. E sabemos o quão perturbador é ficar em casa trancado (#fiqueemcasa), sem ter contato físico com outras pessoas, sem praticar exercícios, sem uma rotina.

Pensando nisso, nosso estúdio se propôs no mês de abril a produzir conteúdo gratuito, aberto a todos (alunos e não alunos), buscando tornar um pouco mais leve a rotina de tanta gente, que já tinha tanta coisa com o que se preocupar.

Ao todo nesse mês e até agora já foram ministradas catorze aulas por mim e pela instrutora @lorrainepl, todas feitas ao vivo, de forma online e gratuita pela plataforma Zoom, com os temas de flexibilidade, condicionamento para o pole, floorwork e chair dance. O objetivo dessas aulas foi trazer um pouco de alegria, um pouco de treino e um pouco de solidariedade transmitindo aquilo que sabemos, sempre com respaldo nos nossos princípios de promover saúde, bem-estar e empoderamento. Essas aulinhas foram gravadas e os arquivos, listados aqui, podem ser comprados por R$ 20,00, um valor simbólico também considerando que muitas pessoas encontram-se em um momento delicado, com dificuldades financeiras.

Para além desse nosso projeto pessoal, com a ideia de somar e produzir mais material para as alunas, nosso estúdio se uniu com outros 61 estúdios num projeto lindo chamado #trocatrocapolebr. O projeto, idealizado pela @polepim , foi o de permitir trocas de aulas online de instrutores de pole espalhados por todo o Brasil, para que houvesse assim uma experiência diferente para os alunos, sem custo.

trocatroca

Estúdios envolvidos nesse projeto: 1) Pólen Studio – Londrina, 2), Lusty – Porto Alegre, 3) Maravilhosas – São Paulo, 4) Casa Fluxo – João Pessoa, 5) Copa Pole – RJ, 6) Pole Carioca – RJ, 7) Letícia Telles – Porto Alegre, 8) Studio Clau Borba- Guaíba/RS, 9) Studio Classique – Florianópolis/SC, 10) Pole Cat – RJ, 11) Vertical Fit – SP, 12) Studio A -BH, 13) Embrace Pole Studio – SP, 14) Salinha – DF, 15) VELVET pole & tease – Porto Alegre / RE, 16) Orbitais Pole Dance – BH, 17) PIN UP – RJ, 18) Studio XIX – Aracaju/SE, 19) Vedetes – RJ, 20) Lua – BH, 21) Metrópole – SP, 22) The Flying Room – RJ, 23) Auê – BH, 24) Amora – RJ, 25) Keep Up – SP, 26) Noar Studio -BH, 27) Flutuarte – BA, 28) Jade Pole Studio – RS, 29) Studio Möbius – AM, 30) Vênus Espaço de Dança – SE, 31) Camila Bomfim – SE, 32) Pole House – BA, 33) VidaDiva Studio – SC, 34) Spaço Shiva – SE, 35) Tati Favretto-SC, 36) Aerostar – SE, 37) Rebel Circus -SC, 38) The Polerines – SC, 39) Gigi Octave- BA/RS, 40) Studio Capital P – Bsb/DF, 41) Viva Pole Studio – SP, 42) Rancan Pole Company – SP, 43) Secret Pole – RS, 44) Pole Studio Regiane Rosso- SC, 45) WeGon Studio – Cabo Frio RJ, 46) Aysha Pole Studio – RJ, 47) Sou do Pole Estúdio – Santos/SP, 48) Studio Camila Ribeiro – SP, 49) Freya Aero Dance – Campinas/SPm 50) Studio Independance – São Paulo/SP, 51) Acro Pole Sport Studio – BH/MG, 52) Ana Elena – Maceió/AL, 53) Pole Box Studio/ JP PB, 54) Vênus Pole Dance – Santos, 55) High Heels – Porto Alegre- RS, 56) Marina Bublitz Pole Studio – Floripa SC, 57) Levitate Studio- Palhoça SC, 58) Pole Artemis – Palhoça SC, 59) Angel Pole Studio – São José SC, 60) Sexy Top Team Pole – Manaus AM, 61) Tantra – Juiz de Fora MG, 62) Inova Pole – Nova Iguaçu RJ.

Com base na grade proposta pelo #trocatrocapolebr, nosso estúdio realizou intercâmbios de aulas virtuais com os estúdios @aysha_pole_studio, por meio da instrutora @aretavellasques, e com o @studio.camilaribeiro e professora @camila.poledancer. Com vontade de fazer mais trocas para além daquelas formalizadas no projeto, entramos em contato com vários instrutores da região para oferecer essa proposta de trocas de aulas, sendo que gentilmente aceitaram participar dessa ideia os instrutores @pdbrunagonçalves e equipe do @embracepolestudio, @poledancecibrito do @beneditaspoledance , @ananatario representando o @pole.013 e @amorapoledance, @camis_pd do @polefactorydf  e @circocompipoca e @cami_julieta – que não são do meio do pole mas toparam dar aulas de circo para os nossos alunos.

estudio

Ao todo até agora, por meio desse sistema de trocas, foram seis aulas ministradas por nós para outros estúdios e dez aulas recebidas em nosso estúdio por esses profissionais incríveis, que aceitaram abrir a intimidade de seus lares para compartilhar, em salas de aula improvisadas, muito conhecimento e carinho com vários alunos.

São tempos difíceis para todos, mas, nesse cenário triste, colhemos alguns frutos.

Uma das coisas que mais me alegrou foi ver a solidariedade desses profissionais que, sem receber nada em troca, aceitaram compartilhar conhecimento conosco e – mais do que isso, se abriram para falar com a gente (enquanto instrutoras e donas de estúdio) sobre esses tempos difíceis, sobre ideias e sobre perspectivas. Tive a sensação de que, no mesmo barco em que a gente se encontra, existem outras pessoas e que muita gente está ali tentando se ajudar, sem ninguém soltar a mão de ninguém. Em tempos em que às vezes é mais comum ver as pessoas quererem tirar vantagem umas das outras ou depreciar o trabalho dos outros para se destacar, é muito lindo ver que, apesar das adversidades, tem gente que aceita cooperar e que quer somar de verdade, muitas vezes oferecendo ajuda antes mesmo da gente pedir. Agradeço de coração todos que se uniram à gente nessa jornada.

Outra coisa que me deixou muito feliz foi ver a alegria das alunas e o sentimento de união e de colaboração mútua estabelecido entre elas – mesmo estando todas longe do pole. Realmente, não é o pole que nos une, mas os valores de respeito, sororidade e empatia que nos circundam.

todos

Sairemos dessa crise e certamente sairemos mais fortes.

Não vejo a hora de reencontrar todas vocês!

 

Um comentário em “Vamos tirar algo bom disso tudo

Deixe uma resposta