Oi, gente!

Não sei se perceberam, mas estamos de cara nova!

Um novo site, com novas cores, novo formato e novos conteúdos.

Decidimos mudar e eu vou contar um pouquinho o porquê.

Em março desse ano, o estúdio Sou do Pole se viu obrigado a fechar as portas devido à quarentena causada pelo COVID-19. Não só o nosso estúdio, na verdade: tudo parou.

Quando decidimos fechar, alguns dias antes da determinação governamental para a suspensão das atividades comerciais, não tinhamos ideia de quanto tempo duraria essa situação.

E, como foi para todo mundo, aos pouquinhos foi caindo a ficha a respeito da complexidade e da gravidade da situação.

Nesse novo cenário, a gente teve que se reinventar. Passamos a oferecer aulas online. Mas como dar aulas online de pole dance se a maioria das alunas não tem pole em casa para treinar?

Foram muitas adequações de grade até chegarmos no formato atual (põe chair dance na grade, tira chair dance da grade; coloca mais floorwork, reduz os horários de floorwork; coloca técnicas de movimentação de quadril na grade, acrescenta twerk; faz aula de mix de condicionamento mais flex, volta atrás e separa as aulas; aumenta a carga horária de flex… )

Também fizemos muitos testes alterando os horários das aulas, a frequência semanal das aulas e o formato de transmissão (ao vivo, gravada, tutorial) até entendermos o que melhor atendia as necessidades das alunas.

Tivemos várias professoras convidadas (inclusive pelo projeto #trocatrocapolebr que falamos aqui), muito material gratuito, diversos questionários de satisfação. Fizemos até uma festa online! Também teve um monte de reuniões e contabilizamos inúmeras horas de leituras e de estudos. Ufa!

E ainda estamos aprendendo e fazendo adaptações, pensando sempre em melhorarmos.

Em resumo: ainda estamos no meio da quarentena, mas já não somos as mesmas de uns meses atrás!

Nesse turbilhão de mudanças, veio o questionamento: Será que o nosso trabalho se resume a dar aulas de pole dance?

Foi quando percebemos que o pole é apenas um instrumento, uma ferramenta que usamos para alcançar algo maior.

Nossa missão é trabalhar a autoestima das alunas, por meio de uma atividade divertida, saudável e verdadeiramente inclusiva.

Queremos que as alunas se sintam em casa, acolhidas, cuidadas e valorizadas. E que elas percebam como são capazes de fazer tudo aquilo que quiserem, não importando a idade, o tipo físico, a personalidade (introvertida ou extrovertida) ou o fato de já terem tido ou não alguma vivência anterior com algum tipo de esporte ou dança ao longo da vida.

Então o que nos une às nossas alunas não é necessariamente a barra de pole dance, mas essa proposta de autoconhecimento, de amor próprio e de superação. E foi lindo perceber que, mesmo com o estúdio fechado e apesar de todas as dificuldades, muitas alunas continuavam com a gente – e, mais que isso, ganhamos algumas alunas novas!

Não quero com isso dizer que estamos funcionando a todo vapor, muito pelo contrário. São tempos difíceis, as incertezas são muitas, assim como as dificuldades e as preocupações.

Mas, nesse mar de problemas, continuamos dando as nossas aulinhas – agora sem pole – e ajudando mulheres a se redescobrirem, a se exercitarem e a acreditarem mais em si mesmas. E isso é lindo demais!

Com tantas mudanças, a gente sentiu que precisava dar uma repaginada. Daí veio a ideia de mudar o formato do site 🙂

Espero que vocês tenham gostado! Fizemos tudo com muito carinho, pensando em deixar o conteúdo mais claro, mais organizado e mais bonito pra vocês ❤

Se achou legal a mudança, dá um feedback pra gente! Vamos ficar felizes com um comentário 😉

Nos vemos por aí!

Coreô da aulinha de floorwork do dia 12/06

Deixe uma resposta